Please reload

Posts Recentes

Autoestima e relacionamentos: como encontrar um novo amor começando por você

Muitas pessoas buscam a psicoterapia com um objetivo: iniciar um relacionamento.

 

Algumas delas nunca estiveram em um relacionamento e outras até viveram essa experiência, mas não deu muito certo.

 

As possíveis causas estão sempre em si mesmos.

"Sou muito inseguro, não tenho coragem de abordar uma pessoa desconhecida, não sou atraente, não tenho dinheiro, não tenho um bom emprego", e por aí vai.

Em todas essas pessoas, algo em comum precisa de atenção: a autoestima.

 

A baixa autoestima pode ocorrer por vários motivos.

Um deles pode ser o histórico familiar.

A pessoa vive(u) em um ambiente muito rígido, com muitas regras, sendo praticamente impossível alcançar as expectativas dos outros. Isso acaba gerando um sentimento de incapacidade de ser suficientemente bom.

Parece que sempre falta alguma coisa.

Outra forma de explicar a baixa autoestima é perceber que ela está sendo usada como uma defesa. Quando não esperamos muito de nós mesmo, não temos pelo o que sermos cobrados. Sendo assim, quando temos um nível baixo de expectativa, alcançá-lo é mais fácil e menos custoso.

Mas o que isso tem a ver com relacionamentos?

 

Crescemos cercados por um mito cultural de que devemos encontrar um parceiro ou parceira para nos completar, ou então estaremos incompletos.

 

Mas como vamos encontrar alguém que queira viver ao nosso lado se nós mesmo não estamos satisfeitos?

 

Ou seja, antes de iniciar um relacionamento, é importante que você aprenda a se relacionar consigo mesmo.

E a gostar de si mesmo!

É preciso saber valorizar as suas qualidades e aceitar os defeitos, estar aberto a mudanças e ser mais flexível.

É fundamental saber seus limites e entender que você não precisa ser o melhor em tudo o tempo todo, mas que você pode ser você mesmo. E ser muito bom nisso!

 

Assim, aprendendo a gostar de si mesmo, será possível encontrar um parceiro ou uma parceira e viver esse relacionamento de forma saudável, não colocando mais no outro a responsabilidade de te completar e, consequentemente, de te fazer feliz.

Até porque só você pode fazer com que isso aconteça.

A partir do momento que você entender que é inteiro, completo e acreditar que você é capaz de buscar - e encontrar - sua felicidade, aí sim, será mais fácil iniciar um relacionamento.

Sendo assim, busque ser inteiro em primeiro lugar. E não faça as coisas porque elas devem ser feitas, mas porque você quer fazê-las.

O dia que você encontrar alguém que te transborde e que você veja sentido no relacionamento, ótimo!

Mas até lá, aprenda a viver consigo mesmo.

Isso também pode ser muito prazeroso, e cheio de aprendizado.

Share on Facebook
Share on Twitter
Clique aqui se gostou do texto!
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo