Please reload

Posts Recentes

Psicossomatização: quando os sentimentos viram sintomas

 

 

Quem nunca sentiu o coração bater mais rápido ao encontrar a pessoa amada? Ou as pernas tremendo ao ter que falar em público? São emoções causando sensação físicas reais. Esses exemplos mostram que a mente tem muito mais influência sobre o corpo do que imaginamos.

Muito do que sentimos fisicamente pode estar relacionado a sentimentos e emoções.

Para esse fenômeno, damos o nome de somatização ou psicossomatização. Isso é, quando a pessoa apresenta sintomas físicos causados por fatores psicológicos.

Esses sintomas podem até mesmo ser visualizados em exames e causam muita confusão para quem os sente e também para quem faz os diagnósticos.

Tendemos a a achar que corpo e mente caminham separados, o que não é verdade.

Corpo e mente andam lado a lado e, quando um não anda bem, o outro sente.

 

Os sintomas psicossomáticos podem ser de diversas naturezas. Uma pessoa ansiosa e estressada pode relatar taquicardia e falta de ar, uma muito preocupada pode sentir dores fortes de cabeça e outra – aparentemente tranquila – demonstra toda sua preocupação através de uma gastrite.

É claro que não podemos achar que todas as doenças físicas são causadas por sentimentos. Isso traria uma simplicidade que não condiz com o corpo humano. Somos muito complexos!

Mas é importante ter uma visão mais ampla dos nossos sintomas para que seja possível trata-los de forma completa, incluindo suas causas.

Uma pessoa que sofre de problemas estomacais por ser muito ansiosa não irá resolver seu problema apenas tomando antiácidos. É necessário fazer uma reavaliação da sua vida, mudando hábitos e a forma como ela lida com suas emoções.

 

 

 

Alguns sintomas

 

  • Batimentos cardíacos acelerados;

  • Tremores;

  • Respiração rápida;

  • Suor frio ou excessivo;

  • Boca seca;

  • Enjoos;

  • Dor no estômago;

  • Sensação de nó e dor no peito;

  • Dor nas costas e na cabeça;

  • Manchas vermelhas ou roxas na pele.

 

Devido ao alto nível de estresse e ansiedade, o cérebro tem um aumento de sua atividade nervosa, elevando o nível de alguns hormônios no sangue. Muitos órgãos do corpo, como intestinos, estômago, músculos, pele e coração têm ligação direta com o cérebro, e são os mais afetados por estas alterações. 

E se nada for feito para diminuir as causas emocionais, novos sintomas ainda mais intensos podem surgir, diminuindo a qualidade de vida de quem os sente.

 

Como tratar?

 

Além de tratar os sintomas físicos, é fundamental buscar a causa deles. Entender quais emoções e sentimentos podem estar sendo ignorados, devido a uma vida agitada e estressante.

Você é constituído de corpo e mente, e é importante cuidar dos dois igualmente. Não adianta cuidar apenas do corpo, se sua psique não está bem.

Por isso, tratamentos terapêuticos e psicoterapêuticos podem ser ferramentas importantes para lidar com doenças psicossomáticas.

 

 

Fale sobre como você está se sentindo com alguém e busque refletir através de uma visão mais ampla sobre como você está lidando com seus problemas e frustrações.

Buscar o equilíbrio é peça chave para uma vida mais saudável e tranquila.

 

Caso você tenha algum sintoma físico que não desapareceu apenas com o tratamento médico convencional, busque olhar para ele de outra forma. Reflita sobre suas emoções e sentimentos e perceba se você está se dando a atenção necessária.

Nosso corpo fala com a gente, mas nem sempre conseguimos entender sua mensagem.

Todo sintoma é também uma forma de comunicação.

Esteja disposto a ouvi-los!

Share on Facebook
Share on Twitter
Clique aqui se gostou do texto!
Please reload

Siga
Procurar por tags